FICHA TÉCNICA

A QUINTA ESTAÇÃOA QUINTA ESTAÇÃO
Autor: N. K. Jemisin
Ano de Lançamento: 2017
Nº de páginas: 560
Editora: Morro Branco
Compre na Amazon: clique aqui


SINOPSE

É assim que o mundo termina. Pela última vez. Três coisas terríveis acontecem em um único dia: Essun volta para casa e descobre que seu marido assassinou brutalmente o próprio filho e sequestrou sua filha. Sanze, o poderoso império cujas inovações têm sido o fundamento da civilização por mais de mil anos, colapsa frente à destruição de sua maior cidade pelas mãos de um homem louco e vingativo. E, no coração do único continente, uma grande fenda vermelha foi aberta e expele cinzas capazes de escurecer o céu e apagar o sol por anos. Ou séculos. Mas esta é a Quietude, lugar há muito acostumado à catástrofe, onde os orogenes – aqueles que empunham o poder da terra como uma arma – são mais temidos do que a longa e fria noite. E onde não há compaixão.

RESENHA – A QUINTA ESTAÇÃO

Existe um planeta em ebulição. Uma Terra que não se contenta em ser o que é. Movimenta-se constantemente de forma agressiva em busca de um novo destino. Alguns afirmam ser uma maldição, outros que é apenas o curso natural da vida. A vida que nos impõe grilhões e tarefas por vezes pesadas demais de suportar. Em meio a terremotos e cidades fragmentadas uma mulher com o coração partido cheia de fúria e paixão remodelará a realidade. A mágoa que a consome se transformará em energia e quando ela explodir não sobrará pedra sobre pedra!

A Quinta Estação

“Quem sente falta do que nunca sequer imaginou? Isso não seria a natureza humana. Que sorte, então, que existem mais pessoas neste mundo do que simplesmente a humanidade.”

Quietude. Um planeta que deixou civilizações para trás rumando cada vez mais para a ignorância. Sua terra é incerta, suas constantes placas tectônicas se movimentando ao longo das curtas “eras” não permite estabilidade. Continentes viram ilhas, ilhas somem com Tsunamis e cidades se fragmentam em pequenas comunidades. Dizem que o Pai Terra se cansou de seu povo. Os constantes abusos de toda sua abundância o fez amaldiçoar a vida. De vulcões, fendas na terra e maremotos só resta morte e sobreviventes. Mas nem todos sobrevivem da mesma forma. Os “Quietos”, reles humanos que se estruturam em castas de trabalho se refugiando em sua agressiva ignorância. Os “Oregenes” são dotados da capacidade de usar energia termal e controlar eventos sísmicos. Os “Guardiões” existem para anular e controlar os imprevisíveis Orogenes. Todos precariamente controlados pela sombra de um Imperador moribundo. Um frágil equilíbrio social que está para se romper. A terra está se partindo mais uma vez, e uma Era está chegando ao seu fim, novamente.

A Quinta Estação

“Lar são as pessoas. Lar é o que você leva consigo, não o que deixa para trás.”

Damaya, Syenite e Essun. Nascimento, vida e morte. Criança, jovem e mulher. Três “Oregenes” em três estágios de vida diferentes. Damaya buscando salvação sendo recrutada por seu Guardião indo aprender a controlar sua Orogenia em uma escola onde não há espaços para falhas e perdão. Syenite buscando afirmação e subir de ranking (anéis) dentro de um sistema opressor tendo que servir de companheira, parceira sexual e aprendiz de um Oregene sênior. Essun buscando vingança e procurando sua filha mais velha que foi sequestrada por seu marido após o mesmo ter matado seu filho caçula. Três buscas, três jornadas repletas de humilhação, exploração, auto-afirmação, libertação e redenção. Três mulheres que irão se unir contra todos, contra a natureza e contra seu deus. A terra que se separa constantemente irá se partir novamente… e definitivamente.

A Quinta Estação

“Sua família lhe mostrou que o amor é uma mentira. Não é sólido como uma rocha; em vez disso, ele se dobra e se dissolve, fraco como metal enferrujado.”


SENTENÇA

Essa aclamada obra vencedora do prêmio “HUGO 2016” é um clássico instantâneo! Poucos livros abordam tantos temas de forma tão sutil e genial. Racismo, opressão, relacionamentos abusivos, conformismo, sexualidade, política, relativismo, ética, amor e ódio banhados em Fantasia. O mundo criado por N.K.Jemisin (autora) é riquíssimo e possui tantas camadas que se revelam, e a serem absorvidas, que impressiona. Com uma escrita hipnótica você pode ler apenas como um excelente livro fantástico ou com os “olhos” sensíveis à todas as informações e mensagens subliminares. Um romance encantador e atemporal que será lembrando por todas as eras, mesmo que todas elas um dia tenham seu fim.

Comentários