FICHA TÉCNICA

mago e vidroMAGO E VIDRO
Autor: Stephen King
Ano de Lançamento: 2012
Nº de páginas: 816
Editora: Suma de Letras
Compre na Amazon: clique aqui


SINOPSE

No quarto volume da série imaginada por Stephen King, novos perigos podem ameaçar o destino de Roland. ‘Mago e Vidro’ pretende retomar a eletrizante narrativa interrompida em ‘As Terras Devastadas’. Depois de enfrentar a terrível ameaça do monotrilho Blaine, o último pistoleiro e seus seguidores desembarcam na cidade de Topeka, no Kansas, e retomam o caminho do Feixe de Luz que conduz à Torre Negra. Roland revela então aos companheiros a história de seu passado, e a trágica perda de seu grande amor de juventude, a bela Susan Delgado.


RESENHA – MAGO E VIDRO

Primeiro você conheceu seu objetivo. Depois sua equipe e o caminho que terão que percorrer. Agora é tempo de conhecer seu coração. Para se dar um grande salto para frente é necessário recuar alguns passos, e neste episódio da vida do último Pistoleiro existente faremos isso. Mergulharemos no obscuro passado da vida de Roland de Gilead.

mago e vidro

“Certas coisas não descansam em paz mesmo quando estão mortas.”

Acabou a viagem com o terrível monotrilho Blaine. Roland, Eddie, Susannah, Jake e Oi precisam descansar. Mas não estão apenas cansados fisicamente, estão cansados de tanto mistério envolvendo a vida e as motivações de Roland, seu impiedoso líder. Em meio as labaredas de uma fogueira ele cede aos pedidos e começa a contar uma história que remete a décadas de balas e lágrimas… No alvorecer avistamos três jovens. Alain, Cuthbert e Roland com seus parcos quatorze anos enviados por seus pais para conhecer terras mais tranquilas. Seus ombros ainda não estão largos o bastante para suportar o peso da responsabilidade de conhecer as terras alem do Mundo Médio, mas é o destino. Porem, no caminho da cidade de Mejis, nosso Pistoleiro encontrará Susan Delgado. A mulher que moldará e mudará sua vida para sempre.

mago e vidro“Como acontece com qualquer droga forte que cause dependência, o primeiro amor verdadeiro é perigoso.” 

Susan Delgado precisa sobreviver. Jovem e pobre, mas bonita, vê em sua plenitude e formosura a chave para sobreviver um dia a mais na terra onde o filho chora e a mãe não escuta. O que Deus não lhe deu seu corpo irá providenciar. Beijos e a cama trarão fel e esperança. Mas quando só pensava na solidão ela viu na bravura e nos olhos azuis de Roland o que faltava em sua vida. Não comida, terras ou segurança, apenas amor. Uma paixão tão jovem e intensa que não sabe a força que têm. Mas não existe história de “princesas” e heróis cavalgando para liberta-las sem bruxas de verdade. Uma anciã podre e negra como a noite, em posso de um amuleto vítreo mágico irá fazer o possível para que esse amor não seja consumado. E em meio ao mundo que seguiu adiante, uma das mais belas e trágicas histórias de amor será contada. mago e vidro“Faça alguma coisa, se tem alguma coisa em mente! Nos tire deste parque dos mortos antes que minha pele saia tremendo dos ossos!”


SENTENÇA

O quarto volume da aclamada série “A Torre Negra” mais uma vez se renova. Cada livro possui um enfoque e por vezes uma narrativa própria. Essa imprevisibilidade por parte do rei King sempre impressiona. Você avança por mais da metade da série sem saber ao certo qual seu tom principal. Afinal seria um grade drama? Western ou apenas pura Fantasia? Sem dúvida há uma magia na escrita e nas páginas que contam a história do último dos Pistoleiros, assim como um certo excesso de linhas, páginas e descrições que podem afugentar alguns leitores. “Mago e Vidro” não é uma leitura fluída nem leve, nem creio que seja sua proposta. É uma obra longa, densa e profunda. Um conto negro de amor escrito pelo mestre do terror com certeza é no mínimo inusitado. Falar mais seria perigoso (spoiler) e desnecessário. O Ka-Tet seguiu adiante assim como a minha leitura.

Comentários