FICHA TÉCNICA

O PORTÃO DO OBELISCOO PORTÃO DO OBELISCO
Autor: N. K. Jemisin
Ano de Lançamento: 2018
Nº de páginas: 560
Editora: Morro Branco
Compre na Amazon: clique aqui


SINOPSE

O fim se torna mais escuro enquanto a civilização desvanece na noite longa e fria. Alabaster Tenring – louco, destruidor, salvador – voltou com uma missão: treinar sua sucessora, Essun, e com isso selar o destino da Quietude para sempre.

RESENHA – O PORTÃO DO OBELISCO

Mãe e Filha. Amor e ódio. Busca e abandono. Desejo e reparação. Sangue e pedra. Essun e Nassun. Vida partidas em uma terra fragmentada pelo clima, preconceito, medo e criaturas milenares. A magia que sente a terra nunca esteve tão latente como nessa eletrizante continuação do sucesso “A quinta estação”.

O PORTÃO DO OBELISCO

“É errado machucar alguém que você ama.”

ALERTA CONTÉM “SPOILERS”!
Essun é mãe de Nassun. Viu sua vida ser destruída várias vezes assim como a terra em que vive devido as constantes Estações que assolam “A Quietude” graças a maldição do Pai Terra. Tirada do seu lar ainda criança para ser treinada como uma Orogene, Essun nasceu Damaya (grão), frágil cresceu aos cuidados do violento Guardião Schaffa. Essun cresceu Syenite (trigo) e evoluiu seus poderes através de estudos com o instável  Alabaster. Essun virou Essun (pão) e se casa com Jija abandonando seu passado. Mas sua história continua com ela cobrando um alto preço quando seu marido mata seu filho e foge com sua filha Nassun devido ao medo e preconceito. Em meio a mais violenta Estação já vivida, ela parte em busca do pedaço do seu coração que foi tomado. Se vê enfrenando demônios do passado e acaba indo viver em uma comunidade de sobreviventes embaixo da terra na companhia da enigmática criança “comedora de pedra” Hoa onde reencontra seu antigo professor Alabaster que causou toda a destruição deste mundo com um objetivo claro. Mas será que Essun está preparada para ouvir a verdade?

O PORTÃO DO OBELISCO

“Nunca é desperdício de tempo educar os outros.”

Nassun é filha de Essun. Viu sua vida ser destruída uma vez quando presenciou seu pai matar seu irmão. Sua culpa foi apenas ter nascido uma Orogene, foi um crime estúpido de ódio. Apelando para o pouco da humanidade que restou em seu pai eles fogem de sua mãe. Vivendo em meio ao mundo hostil e desolado viu seus poderes se manifestarem e teve que desenvolve-los na força e lembrando dos parcos treinamentos proporcionados por sua mãe. Mas ela encontrará um tutor, o Guardião Schaffa que tanto oprimiu e perseguiu sua mãe no passado. Vivendo agora em uma nova comunidade segura ela irá desenvolver uma Orogenia nunca antes vista e a canalizará contra todos que se opuserem a ela. Muito poder para pouca idade. Ela está sem mãe, sem pena, sem remorsos. Ao lado de um enigmático “comedor de pedra” chamado Aço ela se verá em lado oposto a quem ela mais já amou, sua mãe. Quem sobreviverá entre este embate que pode erradicar para sempre a vida na terra?  .

O PORTÃO DO OBELISCO

“É surpreendente como a sensação é revigorante. Ser julgada pelo que faz, não pelo que é”


SENTENÇA

 A segunda parte da premiada trilogia vencedora de três prêmios HUGOS consecutivos “A terra Partida” não decepciona. Continuando no momento exato onde termina o primeiro volume e temos a introdução de Nassun, a filha perdida de Essun contando sua história e tudo o que aconteceu com a mesma enquanto sua mãe a procurava. Segredos são revelados sobre os misteriosos Obeliscos voadores, os “comedores de pedra” e o que significa as Estações assim como quando elas começaram a ocorrer. Associando a essa enxurrada de informações temos mais uma vez o prazer de apreciar a escrita fenomenal de N.K.Jemisin. Fica agora a curiosidade e ansiedade pelo volume final desta trilogia que tem tudo para ser uma das melhores de Fantasia já escritas.

Comentários