FICHA TÉCNICA

Prince of Fools

Prince of Fools – A Guerra da Rainha Vermelha#1
Autor: Mark Lawrence
Ano de Lançamento: 2015
Editora: Darkside
Nº de páginas: 420
Compre na Amazon: Clique aqui


SINOPSE

A nova trilogia de Mark Lawrence A Guerra da Rainha Vermelha: Prince of Fools é o primeiro volume da nova saga de Mark Lawrence, o consagrado autor da Trilogia dos Espinhos. Novamente, Lawrence leva o leitor ao Império Destruído, um universo pós-apocalíptico e de inspiração medieval. O príncipe dos tolos é Jalan Kendeth, neto da Rainha Vermelha e décimo na linha de sucessão ao trono. Para sobreviver aos inimigos do reino, esse irresistível anti-herói precisa abandonar a boa vida e lutar da única maneira que conhece: trapaceando. Mark Lawrence é um cientista que trabalha com o desenvolvimento de inteligência artificial,e tem acesso liberado a informações secretas dos governos norte-americano e britânico. Prince of Thorns é seu aclamado livro de estreia. King of Thorns e Emperor of Thorns completam a Trilogia dos Espinhos. A Guerra da Rainha Vermelha Volume 1: Prince of Fools é o primeiro volume de sua nova trilogia.


RESENHA – PRINCE OF FOOLS

O preço que o medo cobra é o reflexo de sua covardia. A coragem do homem é medida pelo gume de sua espada ou pelo fio cortante de seu machado. Os mortos caminham entre os vivos, buscando sua falsa redenção. As irmãs são silenciosas, pois suas palavras são fatais. Os mercenários cobram pelo preço do sangue e do aço. Corra se suas pernas permitirem, fique se sua honra não falhar. Se esconda sob o véu da mentira, e nunca, jamais se arrependa de seus atos. Essa é a história de Jalan, um príncipe perdido em seus parcos valores. Esta é a história de Snorri, uma alma atormentada em busca de esperança e vingança, onde seu machado guia com precisão, quais vísceras serão ofertadas aos deuses. Esta é a primeira parte da trilogia da Guerra da Rainha Vermelha. Esta pode ser sua próxima leitura!

Prince of Fools“E, lógico, embora eu possa se um mentiroso, trapaceiro e covarde, nunca, nunca decepcionarei um criado leal. A não ser, é claro, que seja preciso sinceridade, justiça ou coragem para evitar que isso aconteça – ou fazer algo que, de alguma maneira, seja levemente inconveniente para mim.”

Mark Lawrence já possui um bom leque de fãs providos do sucesso de sua primeira trilogia – Trilogia dos Espinhos – também publicada pela DarkSide. O autor se mantém no mesmo mundo apocalítico e sujo por onde Jorg manchou as terras com sangue. Desta vez, porém somos levados a conhecer o reduto da misteriosa e poderosa Rainha Vermelha, e seu séquito de netos, dentro os quais destaca-se Jalan, como o mais inútil destes. E é na companhia do próprio neto da poderosa regente que vamos trafegar rumo a uma história de vingança e redenção. Palavras que são bem apropriadas para definir este livro.

Prince of Fools“Para ser um bom mentiroso, você deve viver suas mentiras.”

Jalan, ao lado de Snorri – um viking portentoso capaz de trucidar vários homens ao mesmo tempo – viajarão por todo o império destruído em busca de uma cura para uma maldição a qual lhes foi imposta por uma Irmã Silenciosa. A peregrinação do jovem errante e do guerreiro feroz resultará em um conflito de valores e honra. Enquanto Jalan é sinônimo de covardia, Snorri têm em sua honra, o combustível para sua coragem. Ambos, com natureza tão distinta, formam o que há de melhor em Prince of Fools. Com várias passagens recheadas de ironias e sarcasmo, vamos nos aventurar por um mundo literalmente quebrado, onde o aço é quem cobra o preço mais caro. A escrita do autor se mantém em processo de evolução, mesclando bons momentos de ação, com algum viés de poema sombrio por vezes em suas descrições. O livro possui algumas falhas de ritmo em algumas passagens, onde acabamos esperando muito mais do que recebemos.
Prince of Fools

“Sou mentiroso, trapaceiro e covarde, mas nunca, nunquinha, vou deixar um amigo na mão. A não ser, é claro, que para isso seja preciso sinceridade, jogar limpo ou coragem.


SENTENÇA

Prince of Fools é um ótimo livro de Dark Fantasy, com uma pegada um pouco mais leve e menos carregada que a trilogia anterior, o autor consegue explorar bem a expansão de seu mundo, e de como as coisas podem evoluir quase que de maneira orgânica. O livro se passa inteiramente sob as ações de Jalan e Snorri. O terceiro e último ato reserva boas reviravoltas e prepara um bom terreno para sua continuação. Se você busca uma leitura instigante e um universo já bem consolidado, este é o seu livro!

Comentários