RESENHA #05 – NOITE DAS FACAS – IAN C. ESSLEMONT

 

Noite das Facas
Autor: Ian C. Esslemont
Ano de Lançamento (BR): 2016
Nº de Páginas: 320
Editora: Cavaleiro Negro
Nota no Skoob: 3.9 de 5
*****

SINOPSE

Na pequena ilha de Malaz a cidade e seu povo vivem há alguns anos em paz e tranquilidade. No entanto, no início da noite de hoje tudo está diferente na cidade: pessoas apressadas, algumas até violentas, cidadãos correndo para casa e trancando portas e janelas, pessoas evitando trocar olhares com qualquer estranho.
Profecias contam que hoje será a noite da Lua das Sombras e cães demoníacos, exército de mortos-vivos, Cultistas (adoradores do Reino das Sombras) aparecerão para reivindicar o trono. O que as profecias não contam é que a Lua das Sombras convocará uma presença muito mais antiga e poderosa para um ataque total contra a ilha e contra o império. Kiska, uma jovem com a esperança de entrar para o serviço imperial , e Temper um veterano de batalhas com um passado que prefere esquecer, serão as testemunhas principais dos eventos dessa noite inquietante, desempenhando papéis fundamentais nos conflitos que não apenas irão determinar o destino da Cidade de Malaz, mas também do mundo todo.

*****

RESENHA

Antes de iniciar a resenha deste livro, vale ressaltar alguns pontos importantes. Steven e Ian criaram juntos um universo extremamente complexo e único. Malazan é muito mais do que uma única história, são centenas de histórias que se comunicam entre si, passando ao longo de milhares de anos. São 19 livros já lançados e com perspectivas para ainda mais. Entenda mais logo abaixo.

São duas séries principais: Book of the Fallen de Steven Erikson com 10 livros e Império Malazan de Ian C Esslemont com 6, mais 2 trilogias: Path to Ascendancy de Ian e The Kharkanas Trilogy de Erikson e mais 7 novelas.

A editora Cavaleiro Negro irá publicar Império Malazan, Path to Ascendancy e The Kharkanas Trilogy, enquanto a editora Arqueiro confirmou o lançamento de Gardens of the Moon, primeiro livro da série Book of the Fallen para Março de 2017. Resumindo, teremos muito Malazan nos próximos anos e isso depende de cada um de nós, ajudando na divulgação das obras e indicando os livros para parentes e amigos.

Sendo assim, não creia nobre leitor que você irá entender tudo sobre a obra através deste único livro. Não, você não irá absorver todos os detalhes da obra e tampouco vai esmiuçar com sucesso cada fenda aberta. Entretanto, isto não é um ponto negativo, muito pelo contrário, imagine Noite das Facas como a porta de entrada de um Universo riquíssimo em todos os detalhes, com personagens memoráveis, culturas e mitologias únicas e histórias das mais bem construídas e elaboradas da literatura fantástica.

“Por que vocês estão nos matando?”

Noite das Facas é o primeiro livro de Ian Cameron Esslemont, primeiro de um total de seis da série Império Malazan e o primeiro livro lançado pela Editora Cavaleiro Negro (ufa!), e seus eventos antecedem ao popular Book of the Fallen de Steven Erikson. Não conheço a escrita de Steven, mas para mim Ian atendeu muito bem as expectativas.

No livro acompanhamos o ponto de vista de 2 personagens, Temper, um soldado da cidade de Malaz que possui um passado conturbado, com vastas batalhas e poderosos aliados em seu currículo, que agora trabalha como um simples vigia e tenta esquecer todas as traições e batalhas sangrentas pela qual enfrentou. E Kiska, uma jovem natural da ilha de Malaz, que têm o sonho de explorar o mundo e não se contenta em se ver enclausurada nos tediosos acontecimentos da ilha.

“- Você não está pretendendo sair de novo, não é?
Temper respondeu, irritado:
– Sim.
– Seja o que for, não pode ser tão importante, Temp.
– Eu nem sei se é, mas tenho que descobrir”

Todos os acontecimentos do livro se passam em uma única noite, tornando o ritmo do livro rápido e bem fluído, claro que ficamos muitas vezes perdidos com tantas informações saltando aos olhos, nada que um pouco de dedicação do leitor, não resolva esta questão. Profecias contam que nesta noite, conhecida como Lua Sombria, demônios, fantasmas e outros seres do Reino das Sombras caminharão sobre a cidade, causando mortes e sofrimentos. Sabendo disto, os habitantes da ilha se preparam para passar os temores que a noite trará dentro de suas casas, trancafiados em seus esconderijos. Noite das Facas é um livro sombrio, soturno, que leitores fãs de dark fantasy irão se deliciar.

A cidade de Malaz, palco principal do enredo, esconde outros segredos e justamente nesta noite, o Imperador, há muito ausente, Kellanved e seu guarda-costas pessoal Dançarino planejam uma investida de ascensão, entretanto velhas intrigas são postas à mesa, que desencadearão fatos que certamente irão refletir no futuro do Império.

“Ele realmente pensava que ela havia tentado fugir? Será que o tolo não via o rumo que as coisas haviam tomado? Que ele e seu amigo é que deveriam fugir?”

Mesmo contra a vontade de um e pela curiosidade da outra, Temper e Kiska são peças fundamentais deste jogo e serão arremessados nesta tempestade, devendo usar todas as armas disponíveis para enfrentarem os terrores que esta noite tem a oferecer. Temper para mim se destaca como personagem, tanto pelo seu forte dever de honra quanto pelas suas habilidades notáveis de combatente. Ao decorrer do livro temos vislumbres do passado do soldado, que certamente deixarão os leitores ávidos por saber o que vem a seguida.

“Temper lembrou-se de não baixar a guarda. O jogo havia mudado, talvez para um ainda mais perigoso”

No mais temos uma pequena apresentação dos Cavaleiros da Tormenta e de algumas outras raças que certamente serão melhores trabalhadas nos próximos romances. O final é digno, com batalhas que agradarão aos leitores e com ótimas perspectivas para o que virá.

Em suma Noite das Facas é um bom livro ao que se propõe ser, uma grande introdução do universo Malazan, aqui não temos uma história incrível, com personagens totalmente desenvolvidos ou um mundo plenamente detalhado, mas temos um ótimo início para o que sem dúvidas chamaremos no futuro de uma saga memorável.

A edição do livro é belíssima em capa dura, com folhas de alta qualidade e uma capa assustadoramente bonita, entretanto ao decorrer do livro encontramos algumas pequenas falhas na tradução, nada que influencie a experiência do leitor e além disso a editora já se propôs a corrigir estas pequenas falhas.

Onde comprar:

Amazon – Clique aqui
Livraria Cultura – Clique aqui
Saraiva – Clique aqui
Submarino – Clique aqui

Comentários