FICHA TÉCNICA

MEIO MUNDO (Mar Despedaçado #02)
Autor: Joe Abercrombie
Tradutor: Alves Calado
Ano de Lançamento: 2017
Nº de páginas: 368
Editora Arqueiro
Compre aqui: Amazon


SINOPSE

Os tolos alardeiam o que vão fazer. Os heróis fazem.
Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas. Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo. A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira.

meio mundo


RESENHA

Uma linha escrita, um diálogo provocativo. Duas linhas escritas, um desafio aceito. Três linhas escritas, uma lâmina cortando pescoço. Quatro linhas escritas, um corpo que cai decapitado. Um parágrafo terminado, sangue escorrendo pelas páginas. Um capítulo terminado, um reino em chamas. Assim é a escrita inigualável de Joe Abercrombie, contundente e afiada como aço. Veloz, furiosa e implacável. Suas histórias de tirar o fôlego, com tanta ação e ironia mordaz, arrebatam uma legião de fãs por onde passam. E o genial segundo volume da série “Mar Despedaçado” revela porque ninguém fica indiferente frente essa força da literatura fantástica.

meio mundo

“Mantenham as armas perto!
– Não deveríamos aplainar o caminho para o Pai Paz?
– Claro. – Pai Yarvi afrouxou sua espada na bainha. – Mas as palavras de um homem armado fazem isso com muito mais doçura.”

O livro possuí dois protagonistas: Thorn Bathu e Brand. Espinho (Thorn) é uma garota de 16 anos que quer ser uma guerreira para vingar a morte de seu pai que morreu em batalha. Já, seu companheiro de treinamento, Brand está atrás da riqueza através de saques e “pilhagens” de batalhas para ajudar a sustentar a si mesmo e sua irmã Rin. Ambos estavam treinando para se tornarem guerreiros do Rei quando um acidente fatal transforma suas vidas. Bathu está entre as melhores protagonistas femininas que já li em uma obra de Fantasia. Com seu talento e espírito indomável ela nos cativa pela simplicidade, praticidade e contundência de suas ações. A sua jornada de crescimento na trama é sensacional, passando de um pequena pedra bruta de carbono para um afiado e inquebrável diamante. Enquanto Brand, que talvez por ter sofrido demais em sua infância, possuí um enorme coração inocente mas acaba percebendo da pior maneira possível, no calor da batalha frente a morte, que não é tão simples separar o bem do mal. Através de um magistral e intrincado plano realizado por Yarvi (o nosso Meio Rei do volume um da série) nossos protagonistas acabam unindo suas vidas em um jornada mortal que poderá partir o mundo ao meio. Em meio a espadas, fogo e destruição haveria espaço para florescer algum sentimento se não o ódio? Ou uma centelha de amor, mesmo deturpado, pode brotar em qualquer lugar?

meio mundo” – Não sou guerreiro.
– É, sim.
– Um guerreiro não tem medo.
– Um idiota não tem medo. Um guerreiro fica de pé apesar do medo.”

Há toda uma constelação de personagens secundários na trama. Joe Abercrombie é um gênio na arte de construir de forma breve, mas intensa, guerreiros, mestres, conselheiros, ladrões e reis com suas atitudes e diálogos que ficam registrados em nosso imaginário. Todos que cruzam a história deixam sua marca. Isso torna a leitura ainda mais ágil e cativante. Acrescente batalhas e desafios épicos assim como reviravoltas na trama que irão tirar seu fôlego. Existe sempre uma excelente “marca” em suas obras que é a ausência de descrições tediosas e partes irrelevantes para trama. De uma forma enxuta e coesa tudo está em uma perfeita e, muito breve, harmonia.

MEIO MUNDO“- Então você me oferece ouro e prata?
– O Rei Supremo não oferece nada além de orações.
– O ouro e a prata são tudo para você, pai Yarvi?
– O ouro e a prata são tudo para todo mundo. Alguns de nós tem o suficiente até mesmo para fingir que não.”


SENTENÇA

Apesar de conter quase todos os elementos que uma grande fantasia épica necessita, e de forma concisa e leve, “Meio Mundo” é muito mais do que parece. O autor nos presenteia com uma rica jornada de crescimento, amadurecimento, dor e redenção. Através de diferentes arquétipos representados em seus inúmeros personagens são abordadas inúmeras facetas da jornada humana. Amor contra o ódio. Dever apesar da honra. Calma em meio a imprudência. Paz através da guerra. Aprendam de uma vez, quando vocês lerem “Joe Abercrombie” na capa de um livro, podem comprar!

Compre aqui: Amazon

Confira a Resenha em vídeo.


 

 

 

Comentários