FICHA TÉCNICA

A CANÇÃO DO SANGUE (Trilogia: A Sombra do Corvo #01)
Autor: Anthony Ryan
Ano de Lançamento: 2014
Nº de páginas: 640
Editora LeYa
Link da Amazon: http://amzn.to/2nTZcB4


SINOPSE

Quando Vaelin Al Sorna, um garoto de apenas 10 anos de idade, é deixado por seu pai na Casa da Sexta Ordem, ele é informado que “sua única família agora é a Ordem”. Durante vários anos ele é treinado de forma brutal e austera, além de ser condicionado a uma vida perigosa e celibatária. Mesmo assim, Vaelin resiste e torna-se líder entre seus Irmãos. Ao longo de sua jornada, Vaelin também descobrirá de quem foi o verdadeiro desejo para que ele fosse entregue à Ordem – o objetivo sempre foi protegê-lo, mas ele não tem ideia do quê. Aos poucos, indícios de uma esquecida Sétima Ordem e questões acerca das ações do Rei Janus fazem Vaelin Al Sorna questionar sua lealdade. Destinado a um futuro grandioso, ele ainda tem que compreender em quem confiar. Neste primeiro volume da trilogia A Sombra do Corvo, Anthony Ryan estreia de maneira promissora na literatura com uma aventura repleta de ação.


RESENHA – A Canção do Sangue

Um dos grandes desafios de um autor é o ponto inicial de sua carreira, a vanguarda de sua vida literária. Dizem que a primeira impressão é a que fica, bem, se esta for uma afirmação verdadeira, Anthony Ryan definitivamente causou uma bela impressão!

A Canção do Sangue conta a história de Vaelin Al Sorna ainda garoto, órfão por parte de mãe e “lançado” pelo pai – um ex-membro de grande importância para a Coroa – a uma vida de duras disciplinas, ensinamentos e provas mortais na Sexta Ordem. Local este, onde os guerreiros, protetores da Fé e do Reino são forjados, um local onde crianças viram homens e o ponto inicial onde homens tornam-se armas à serviço de suas crenças. Vaelin é um líder nato, que logo fica transparente por meio de suas ações. Na Ordem, formam-se de tempos em tempos “turmas” de novos recrutas, que deverão trabalhar juntos para passar pelos desafios obrigatórios lançados por seus mestres. Um sentimento de irmandade é criado, laços são unidos e vínculos que vão além, são formados.

A Canção do Sangue

“Eles nos chamam, através do vazio odioso, o chamado lamentoso de uma alma à beira da morte, como um cordeiro perdido atraindo um lobo. Nem todos podem ser tomados, apenas aqueles com a semente da malicia e o dom do poder.”

Acompanharemos as batalhas, temores, paixões e sofrimentos de nosso protagonista ao longo de sua formação como Irmão da Sexta Ordem. O livro inicia com os relatos de Verniers, integrante do Império Alpirano que têm a missão de escoltar Vaelin – já adulto – a um confronto mortal. A partir daí, Verniers que é justamente um escriba, vai formando seu mosaico sobre a vida de Al Sorna o Matador do Esperança.

A Canção do Sangue“Sabedoria e compaixão. Há tanta sabedoria e compaixão entre as almas no vazio quanto há em uma alcateia de chacais. Sentimos fome e nos alimentamos, e a morte é a nossa carne.”

Os personagens são marcantes, todos os irmãos de Vaelin possuem personalidade própria, e que fica evidente ao decorrer do livro, assim como os dos mestres e os demais. Tudo se encaixa de maneira reluzente. Você enxerga o mundo e seu desenvolvimento com os olhos de Al Sorna. Assim como ele, nos sentimos uma criança explorando um mundo desconhecido, um local onde os perigos podem estar muito mais perto do que você poderia imaginar. Intrigas, traições, suor, sangue e batalhas. Uma dose de magia, um grande punhado de honra e de lealdade. Uma mistura de esperança com desesperança, sentimentos de conquista e de perda. Estes são os ingredientes deste livro que ficará marcado para todos os seus leitores.

“A lealdade é a nossa força”

Uma única ressalva, é quanto as descrições de batalhas. Ryan se mostrou genial em todos os outros aspectos, mas, os embates, as descrições de lutas ficaram devendo um pouco. Mesmo que tenhamos ciência das habilidades de Vaelin, tudo acontece sempre muito rápido, de maneira estupidamente fácil. Um ponto a considerar para os próximos volumes.


SENTENÇA

A Canção do Sangue é sem dúvidas um livro que merece ser lido e reconhecido como uma das melhores obras de Fantasia já lançadas no Brasil. A escrita de Ryan é cativante, a maneira como ele constrói sua estrutura narrativa é de encher os olhos, você vai lendo e lendo, e simplesmente perdendo a noção do tempo. Mesmo sendo o primeiro livro da trilogia, A Canção do Sangue será difícil de ser superado.

Link da Amazon: http://amzn.to/2nTZcB4


Comentários