FICHA TÉCNICA

corda no pescoçoCORDA NO PESCOÇO
Autor: Ingo Muller
Ano de Lançamento: 2016
Nº de páginas: 296
Editora Empíreo
Compre AQUI: http://editoraempireo.com.br/produto/corda-no-pescoco/


SINOPSE

Em um convento cravado no meio da grande floresta um bebê abandonado cresce e se torna a jovem noviça Lisa. Em seu dia de ordenação, ela vê seu sonho de ser freira desmoronar depois da acusação de estar possída pelo demônio. Sua última chance é encontrar Monge Gilles, o único exorcista da região, que vive numa vila isolada.

Lisa agora tem um desafio: enfrentar a maior floresta tropical do planeta, sem nunca antes ter saído da clausura.


RESENHA

Todos os que acompanham o nosso trabalho aqui no Acervo do Leitor sabem o quanto somos apaixonados pela Fantasia e seus subgêneros. O quanto ficamos entusiasmados para anunciar um grande lançamento ou indicar aquele livro que ganhou nosso coração. Mas há algo que talvez vocês ainda desconhecem. O prazer de estufar o peito, ajustar a garganta e anunciar que aquele livro espetacular, que nos fez viajar por entre suas páginas de maneira tão constante e imersiva é uma obra de um autor nacional.

Corda no Pescoço do autor e jornalista Ingo Muller traz em sua bagagem nada menos que o prêmio Fox-Empíreo 2016 em um livro recheado de referências não somente ao gênero, mas às nossas culturas que muitas das vezes são jogadas de lado por nós mesmos em detrimento de outras mundo afora.

Corda no Pescoço

“- O mundo também lhe ensinou a recorrer a ameaças, filha?” 

Corda no Pescoço nos apresenta Lisa, uma jovem noviça que vê sua vida desmoronar no dia em que é acusada por outras freiras de estar possuída pelo demônio. A partir daí a garota vai em busca do Monge Gilles para exorcizar sua “alma” e restaurar seus planos de se tornar uma freira. Entretanto, a medida que conhece o mundo exterior, Lisa percebe que as coisas não são exatamente como lhe foram apresentadas, e sua jornada por entre as misteriosas florestas da Amazônia vai muito além de retratar suas possíveis “falhas”, a jovem está a partir de agora traçando as linhas da autodescoberta ao lado de parcerias improváveis.

O livro é uma grande pérola lapidada da nossa cultura. O autor a todo instante faz uso de nossas particularidades através de seus personagens. Chuvisco, o mais marcante da obra nos delicia com seu linguajar “nortista” em cada diálogo. Trazendo consigo a caracterização completa de um verdadeiro lampião em busca de redenção. Destaque na mesma proporção para a nativa Yacyara e sua onça Tuíra que roubam a cena cada vez que aparecem. Ubirajara completa a equipe que irá ajudar a noviça em sua busca. Do outro lado temos antagonistas egoístas e cruéis, dignos de reconhecimento com seus planos ardis para prejudicar Lisa.

Corda no Pescoço“Arre égua, nos lascamos! – definiu Chuvisco”

Um dos grandes acertos de Ingo foi conseguir inserir diversos elementos fantásticos dentro de um ambiente totalmente realista. Não vou entrar em detalhes sobre estes pontos para não prejudicar a experiência do leitor. Mas posso garantir que tudo é muito crível, incluindo as decisões e desenvolvimento do enredo. A maneira como as muitas revelações são feitas e apresentadas nos faz mergulhar de maneira incisiva dentro da história. Acabamos por nos importar com os personagens, como se fizéssemos parte desta jornada. As diversas críticas sociais, políticas e religiosas dão um incremento poderoso dentro da trama.

Corda no Pescoço

“- Eu não mudei, eu me encontrei.”


SENTENÇA

Ingo Muller vem para mostrar que a Fantasia nacional está recheada de livros fantásticos e que esperam por uma oportunidade. Com personagens inesquecíveis, incluindo sua protagonista que determina o rumo dos eventos, e uma trama rica e poderosa cheia de reviravoltas, Corda no Pescoço é digna dos mais sinceros aplausos.

Comentários