FICHA TÉCNICA

scalpedSCALPED
Autor: Jason Aaron
Ano de Lançamento: 2015
Nº de páginas: 296
Editora: Vertigo
Compre na Amazon: Clique aqui


SINOPSE

Quinze anos atrás, dashiell “dash” cavalo ruim fugiu de uma vida de pobreza e desespero na reserva indígena rosa da pradaria. Agora ele voltou e tem um segredo, e esse segredo é relacionado a lincoln corvo vermelho, líder tribal, ex-ativista do movimento “red power” e atual chefe do crime organizado. Cercado pela mesma confusão de laboratórios de drogas, assassinatos e crimes que acreditou ter deixado para trás, dash precisa decidir até onde vai – e quanto está disposto a sacrificar – para descobrir os segredos da reserva.

*ESSA RESENHA FOI FEITA COM BASE NA EDIÇÃO AMERICANA, POR ISSO NOMES E TERMOS NÃO ESTÃO ALTERADOS (traduzidos)


RESENHA – SCALPED

Existe o marrento. Existe o broncudo. Existe o “badass” e existe Dashiell “BadHorse”! Com ele não têm papo. É pé na porta e escopeta na cara. Se piscar leva coronhada no nariz, se mexer perde os dentes e se tentar correr toma nas costas! E essa é a sua história escrita com socos, pólvora e sangue.

scalped

Bem vindo a reserva indígena “Praire Rose”, miserável, desolada e com a maior taxa de alcoólismo da América. Aqui os brancos levaram mais que terras e riquezas, levaram o espírito do povo. Mas uma parte dos índios nativos-americanos de Dakota nunca se sujeitou a essa exploração. Se organizaram em protestos por igualdade de direitos e por uma vida mais digna. Encontraram repreensão e confrontos que culminaram no ápice desses conflitos quando dois agentes do FBI foram brutalmente assassinados. Se passaram décadas, acharam, o assassino e tudo caminhou lentamente para uma paz e sobrevivência, e ninguém sobreviveu melhor do que o Chefe Lincoln “RedCrow”. Outrora um líder dos manifestantes indígenas no passado escalou o poder através de escalpos, muita metaanfetamina vendida, prostituição e tudo que a humanidade tem a oferecer de pior. Se tornou um verdadeiro rei do crime intocável, e ele está para concluir seu sonho: abrir seu cassino.

scalped

Dashiell “BadHorse” está de volta. Filho de Gina, uma das líderes indígenas quando os agentes do FBI foram assassinados, ele retorna a “Praire Rose” após mais de uma década desaparecido. Mandado embora quando tinha 13 anos, rodou o mundo se enfiando em confusões e guerras. Um cavalo louco de temperamento quente e doido por uma boa briga. Ao chegar tocando o terror na reserva seus atos chamam a atenção do criminoso “RedCrown” que o contrata para a força de repreensão do crime e manifestações contrárias a abertura de seu Cassino. Mas é impossível por o cabresto em “BadHorse”, seu temperamento só permite controle até determinado ponto. Na verdade ele é um agente do FBI que voltou para trabalhar infiltrado na organização criminosa de “RedCrow”. Conforme o tempo passa, o passado é revelado, esqueletos são retirados do armário e uma pilha de corpos vai se amontoando. Alguém sobreviverá para contar alguma história no final?
scalped


SENTENÇA

Certos livros te marcam tanto que servem para despertar o interesse pela leitura ou o retorno a mesma. Essa HQ teve esse efeito sobre mim. Há alguns anos afastado da leitura “regular” de quadrinhos nunca pensei que retornaria a esse hábito. Porem, “Scalped”, volume 1, é tão fenomenal que despertou esse lado meu adormecido. Suas páginas são hipnotizastes. Um thriller policial repleto de suspense e drama. O ambiente, trama e os diálogos criados por Jason Aaron (escritor) são no mínimo geniais, e a arte do Yuguslavo R.M. Guéra caíram como uma luva para o clima degradante e claustrofóbico da história e me impressionaram demais. Usando e abusando de sombras, mas com traços bem realistas você é transportado para o deserto, pobreza e sangue de forma primorosa. O que falar mais? “Scalped” é insano!

Comentários