FICHA TÉCNICA

tormenta de fogoTORMENTA DE FOGO
Autor: Brandon Sanderson
Ano de Lançamento: 2017
Nº de páginas: 376
Editora: Aleph
Compre na Amazon: Clique aqui


SINOPSE

Ao enfrentar o maior supervilão que já existiu, David ficou famoso. Mas sua tão sonhada vingança foi só o passo inicial de uma jornada bem mais difícil, e agora ele vai acompanhar os Executores em uma missão misteriosa à cidade de Babilar, governada por uma Épica bondosa, mas com segundas intenções. Enquanto ajuda sua equipe a desvendar os planos dessa mulher, David enfrenta suas próprias dúvidas. Desde os acontecimentos na luta contra Coração de Aço, seu ódio cego aos Épicos foi abalado, e o garoto se pergunta: será que não é possível haver, entre os super-humanos, algum herói?


RESENHA – TORMENTA DE FOGO

Coração de Aço retirou o véu que cobria Os Executores do anonimato. Após os eventos do primeiro livro as coisas mudaram drasticamente para seus integrantes, David Charleston passou de um garoto em busca de vingança, para um revolucionário que dita a esperança em um mundo refém de Épicos poderosos e aterrorizadores. Em Tormenta de Fogo, a luta não é mais em prol da vingança ou afirmação, nesta obra vamos acompanhar muito mais sobre a natureza dos épicos, suas ações e consequências, não somente o bem e o mal, mas o meio termo, e ele é perigoso e sorrateiro. Pouco sabemos sobre Calamidade e seus efeitos, mas sabemos de que existe algo que está acima dos limites humanos e é a eles quem devemos combater.

“– Ah, você é perigoso. Só não do jeito que eles, ou você, pensam. Você é perigoso porque faz as pessoas acreditarem em você, David. Você as faz ouvirem às suas ideias loucas. Infelizmente, o mundo não pode ser como você quer que seja. Você não vai destronar os Épicos.”

Tormenta de Fogo começa exatamente de onde seu antecessor parou, os personagens se veem cada mais entrelaçados em um jogo de cartas, onde a aposta vale muito mais que suas vidas, mas a de milhares de inocentes que vivem sob o julgo dos épicos. Entre eles está a enigmática Realeza, que com seus poderes advindos de Calamidade, inundou toda a cidade de Nova York, e age como uma pastora cuidando de seu rebanho para um abate final. David, Tia e Prof irão se unir a outros Executores na busca pela libertação e entendimento sobre o que ocorre na misteriosa Babilar. Ao decorrer dos eventos, eles percebem de que há muito, mas muito mais do que inicialmente eles previram, e a luta se tornará cada vez mais obscura.

Se em Coração de Aço, o clima era peremptoriamente de aventura com uma boa dose de comédia, em Tormenta de Fogo as coisas parecem um pouco mais sérias, mas só um pouco, afinal David continua completamente perdido em suas criações de metáforas e analogias que beiram o inacreditável. A química entre os personagens está ainda mais natural, e um dos pontos positivos é a relação entre Megan e David, que após as descobertas no livro anterior, está mais próxima, um romance sem ser enfadonho, simples. Entretanto, dentre todos eles destaco a complexidade de Prof, ainda mais no terço final do livro, onde os eventos o levam por um caminho de difíceis escolhas.

tormenta de fogo

“Vocês lutam contra nós – Realeza continuou. – Dizem nos odiar. Mas usam nossas peles nas costas. O que realmente odeiam é que não podem nos subjugar como o homem subjugou as bestas. E então nos assassinam.”

Tormenta de Fogo soube lidar com as expectativas geradas pelo livro anterior, o mundo está maior, e as ameaças cada mais próximas. As tão faladas reviravoltas continuam a todo vapor, e se existe alguém que sabe criar um momento de tensão entre os capítulos, este alguém é o autor Brandon Sanderson. Todos eles terminam de sinérgica, o que contribui e muito para a fluidez do livro. O livro não é feito somente de acertos, em dado momento, Brandon se perde um pouco ao forçar demais o protagonismo para David em detrimento dos demais, por mais que existam outros bons personagens, ficam todos eles reféns das ações do jovem Executor. Tia, que no livro anterior era tida como a grande estratégica da equipe, mal aparece neste. Fica a sensação de que o livro poderia ser melhor explorado no ponto de vista dos demais, afinal, seria incrível se pudéssemos acompanhar mais de perto: Realeza, Tia e até mesmo Tormenta de Fogo.
tormenta de fogo


SENTENÇA

Um livro bastante divertido de uma série bastante consciente de suas aspirações. Brandon Sanderson mais uma vez acerta em muitos pontos, mas peca em algumas passagens um tanto quanto forçadas para o protagonismo de David. O livro possui um tom mais sombrio, com uma boa dose de investigação e reviravoltas. Os novos Épicos roubam a cena quando aparecem, e David continua nos fazendo gargalhar com suas metáforas infames. Está à procura de uma série para intercalar entre leituras mais pesadas, aposte suas fichas nos Executores, eles não vão lhe decepcionar.

Comentários